COUCIEIRO: Homenagem ao “padre João” com a abertura de avenida de acesso à Igreja

A Avenida Padre João Oliveira, hoje inaugurada, em Coucieiro, é uma homenagem ao sacerdote que exerceu funções sacerdotais durante 55 anos naquela paróquia e trata-se, segundo o presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, de uma obra que «engrandece o concelho» e permite «dignificar» o acesso a «uma das igrejas mais antigas de Vila Verde».

Já antes, recorrendo a uma frase famosa de Fernando Pessoa – “Deus quer, o homem sonha, a obra nasce” –, o presidente da Junta de Coucieiro, José Pimentel, lembrou que a nova avenida, construída num terreno que «o padre João conseguiu que fosse cedido pelo Capitão Alfredo Campilho», resultou de «relevantes esforços» conjuntos, entre diferentes entidades.

«Este é mais um sonho de quem está e sempre esteve empenhado em contribuir para o progresso e o bem-estar de Coucieiro», disse, enaltecendo o papel que João Oliveira teve ao «sonhar» e ao dar os primeiros passos para que a construção da avenida fosse hoje uma realidade.

Na mesma linha, o actual pároco de Coucieiro, Fernando Senra, mostrou-se muito satisfeito por ver que «o povo de Coucieiro é grato e sabe reconhecer», garantindo ter vivido «um dia muito feliz» quando soube que a avenida teria o nome do seu antecessor.

Emocionado, o homenageado da tarde e precursor da obra, João Oliveira, limitou-se a repetir um pedido. «A obra está feita. Agora conservai-a, conservai-a, conservai-a», frisou.

O Grupo da Catequese e os Escuteiros de Coucieiro abrilhantaram a festa, com uma largada de balões, logo depois do descerramento da lápide alusiva à construção da nova infra-estrutura, que além das vias de circulação automóvel integra ainda espaços verdes – com oliveiras e um parque de merendas – e vários lugares de estacionamento.

---
Ricardo Reis Costa (TP 2298)
ovilaverdense@gmail.com