VILA VERDE: CPCJ e escolas alertam para a protecção de crianças e jovens

A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Vila Verde e as escolas do concelho, em parceria com o Município e com a Unidade de Cuidados à Comunidade (UCC) do Centro de Saúde, promoveram, em Abril, um conjunto de actividades de sensibilização e de alerta para a responsabilidade social na protecção de crianças e jovens.

Tratou-se de uma campanha local de prevenção de qualquer forma de violência contra este grupo etário.

O arranque da programação iniciou com a distribuição de gelatinas azuis e com a campanha de sensibilização “Diga não à violência, eduque com amor e consciência”, que resultou da parceria da UCC, da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) e do Agrupamento de Escolas de Vila Verde (AGVV).

Bolachas com forma de laço azul, ícone do mês dos maus tratos, foram realizadas por alunos da EPATV, no âmbito do Curso de Padaria/Pastelaria. Laços azuis também serviram de mote a uma exposição, no hall de entrada desta escola.

Foram ainda realizadas, neste contexto, com o apoio do Projecto Sopro (Chega), sessões de sensibilização designadas “Prevenção da violência e promoção de relacionamentos saudáveis”.

Caminhadas “de cor azul” com largadas simbólicas de balões azuis, realização de cartazes alusivos a maus tratos, exploração de histórias e de vídeos e exposições pelas portas das salas de aula foram algumas das iniciativas do AGVV.

Alunos do 5º ano, crianças de diversos jardins-de-infância e do 1º ciclo, coloriram de azul os seus espaços.

Os Direitos das Crianças foram trabalhados em cartazes, pelas crianças, no Agrupamento de Escolas de Prado.

O bullying, o “namoro saudável e ética nas relações”, a “violência no namoro”, entre outras acções, foram os temas mais trabalhados no Agrupamento de Escolas de Moure.

Na ESVV, no âmbito de uma Prova de Aptidão Profissional, duas alunas do Curso Técnico de Apoio Psicossocial, realizaram um laço azul humano, como meio de sensibilização para a violência contra as crianças/jovens.

A CPCJ, em parceria com a ESVV, com as Juntas de Freguesias de Moure e Vila Verde e Barbudo e a Universidade do Minho, tem vindo a desenvolver o segundo programa de formação parental, ao longo de 21 sessões.

Realizou ainda acções de prevenção de bullying em inúmeras turmas do AGVV e a sensibilização de educadores de infância e de docentes do 1º ciclo para a importância do cumprimento da Lei de Protecção de Crianças e Jovens em Perigo, entre outras iniciativas.

---
Redacção
ovilaverdense@gmail.com