AUTÁRQUICAS: José Morais (PS) quer ligar Norte do concelho a Braga em 25 minutos

O candidato do PS à Câmara de Vila Verde, José Morais, quer investir cerca de oito milhões de euros na criação da Via Intermunicipal Homem-Lima, que servirá principalmente as zonas do Vale do Homem, do Vade e da Ribeira do Neiva.

Na apresentação do projecto, esta segunda-feira, no auditório da Adere-Minho, em Soutelo, José Morais disse que esta via, em complemento com a variante à EN 101, permitirá, por exemplo, ligar Valdreu a Braga em 25 minutos.

«É uma via que vai ao encontro das necessidades da população do Norte e que, simultaneamente, assume o seu carácter estruturante para todo o concelho», frisou.

Tal como a variante à EN 201 e à ER 205, apresentada pelo PS de Vila Verde no dia 15 de Maio, este projecto só será exequível com a construção da variante à EN 101, da responsabilidade do Governo e que é, para José Morais, «um dado adquirido».

«Concretizados os três projectos, Vila Verde ficará finalmente dotada de uma rede viária capaz de nos fazer olhar o futuro com forte esperança na revitalização do tecido económico do concelho, conseguindo ainda evitar a desertificação de parte do território e fuga para o exterior do nosso bem mais precioso: as pessoas», realçou.


VIA COM DOIS TROÇOS

A via intermunicipal proposta pelo PS é composta por um troço de cerca de 4,4 quilómetros que assegurará a ligação entre Porrinhoso e Codeceda e um outro, com perto de 10,1 quilómetros, entre a Portela do Vade e Valdreu.

Segundo o candidato socialista, o traçado procurou integrar um alargado número de vias existentes que servem directamente as populações das freguesias atravessadas, «promovendo-se a tão desejada requalificação de grande parte da rede viária em Barros, Gomide, Oriz Santa Marinha (Estrumil) e Passô».

Ao mesmo tempo, «procurou-se eliminar, tanto quanto possível, a duplicação desnecessária de infra-estruturas viárias», «minimizou-se o impacto sobre muitas propriedades» e «evitou-se a demolição de vários prédios urbanos».

José Morais explicou ainda que o projecto respeita o espírito de um projecto como via de interligação dos concelhos de Ponte de Lima, Vila Verde e Terras de Bouro, através da construção de um troço novo entre Codeceda e Boalhosa (Ponte de Lima).

«Este troço assegurará ainda a fixação da população no planalto da Ribeira do Neiva, sobretudo nos lugares de São Mamede, Porrinhoso, Bustelo, Sobradelo e Codeçal e permitirá desenvolver o potencial turístico daquela zona», vincou.

O candidato do PS disse também que vai «pugnar, junto da Administração Central, pelo alargamento da EN 101, na ligação à Ponte da Barca, no sentido de criar uma faixa para lentos, com vista ao descongestionamento da circulação automóvel naquela via, com ligação ao IC28».


OITO MILHÕES

Os custos estimados para a execução desta via intermunicipal rondam os oito milhões de euros, um financiamento que José Morais espera assegurar através de fundos comunitários.

«Isso não significa que a ausência de financiamento ponha em causa a obra. Este será um projecto a executar, independentemente da existência ou não de fundos comunitários. Assumimos com o Norte do concelho este compromisso», frisou.

O projecto já terá sido apresentado à Secretaria de Estado das Infraestruturas, que terá realçado a existência de verba disponível para a sua execução.

---
Ricardo Reis Costa (CP 10478)
ovilaverdense@gmail.com