VILA DE PRADO: Praia de Merelim com bandeira verde e Faial mantém vermelha… porquê? / Interdição deve ser levantada até quarta-feira

Os veraneantes e pradenses mostram-se estupefactos e indignados com o facto da praia fluvial de Merelim já ter a bandeira verde hasteada e a praia do Faial, na vila de Prado, ainda não ter a interdição levantada. A Delegada de Saúde do Norte permitiu, assim, o levantamento da interdição na praia fluvial de Merelim na tarde de ontem, mas o Faial mantém a bandeira vermelha. É que o resultado da segunda análise (contra-análise) no Faial ainda não é conhecido. Na melhor das hipóteses, deve ser revelada terça-feira e – caso se confirmem os resultados negativos para presença de salmonelas – a interdição será levantada.


Ao que o jornal “O Vilaverdense” apurou, a recolha de análises da água em ambas as margens do rio é feita em dias e períodos diferentes. No caso de Prado, o ciclo de recolha após a interdição fez-se mais tarde que em Merelim.

Face aos factos, não resta mais que aos veraneantes e aos pradenses esperar pelos resultados.

CN PRADO COM 3500 EUROS DE PREJUÍZO

Já lá vão cerca de 15 dias com a praia interdita, um facto que tem gerado enormes prejuízos no comércio local, sobretudo na restauração, bares e similares.

Às queixas dos comerciantes locais juntam-se as do Clube Náutico de Prado. De acordo com o presidente do clube, Horácio Lima, «só nos últimos 10 dias tivemos um prejuízo a rondar os 3500 euros», resultante das receitas de aluguer de kayaques e canoas, bem como do parque de estacionamento.

A situação torna-se desesperante para muitos. Ontem, após saberem do facto do Faial manter a interdição e Merelim ter já bandeira verde, alguns veraneantes agitaram-se. Um terá mesmo forçado a retirada da bandeira vermelha, mas foi prontamente impedido pelos nadadores salvadores.

---
Redacção / CMS (CP 3022)
ovilaverdense@gmail.com