JUSTIÇA (Caso das Convertidas): antigo presidente de Guimarães elogia obra de Mesquita Machado


O antigo presidente da Câmara de Guimarães António Magalhães elogiou hoje, em tribunal, o ex- autarca de Braga Mesquita Machado, considerando-o “um autarca-modelo” reconhecido, em toda a região do Minho, no norte e mesmo em todo o pais,.
O ex-edil socialista disse que o seu camarada de partido, foi, durante muito tempo, “uma cruz que teve de carregar” no seu dia-a-dia autárquico, já que muitos vimaranenses lhe apontavam o exemplo do corregiolinário do concelho vizinho, lembrando-lhe o grande desenvolvimento da chamada «cidade dos arcebispos», o qual deveria ser seguido pela autarquia da «cidade-berço».


O político, hoje reformado das lides municipais falava no Tribunal de Braga, no julgamento do chamado "caso das Convertidas", caso que envolve ainda cinco ex-vereadores socialistas. Os seis estão acusados de participação económica em negócio e abuso de poder.

A audiência de hoje serviu para ouvir as chamadas testemunhas abonatórias, sendo António Magalhães, a mais relevanta.
O ex-autarca vimaranense disse que “se Braga cresceu e é o que é hoje deve-o a Mesquita Machado” e considerou normal que tivesse querido levar para a frente um projeto para a reconversão do quarteirão das Convertidas, na Avenida Central, com uma pousada da Juventude e um Museu da Cidade.

Mesquita Machado presidiu à Autarquia de Braga durante 37 anos e António Magalhães liderou o município de Guimarães durante 24, tendo ambos sido eleitos pelo PS.

O "caso das Convertidas" tem como arguidos Mesquita Machado e os cinco vereadores socialistas do mandato 2009/2013, acusados da coautoria de um crime de participação económica em negócio e de um crime de abuso de poderes.

Segundo a acusação, terão aprovado a expropriação do quarteirão das Convertidas com a intenção de favorecer o genro e a filha de Mesquita Machado, donos da empresa proprietária dos prédios em causa, prejudicando o erário público municipal.
Uma acusação refutada por Mesquita Machado, o único dos arguidos que falou em tribunal.

O antigo autarca de Braga admitiu que a expropriação era urgente para aproveitar os fundos do "overbooking" do quadro comunitário então em vigor.

---
Redação
ovilaverdense@gmail.com

    Jornal o VilaVerdense
15 de Janeiro de 2018 / 18:37

Partilhar no Facebook  Partilhar no Facebook


Outras notícias

-Tribunal de Braga adiou "sentença" sobre corrupção nas cartas de condução em Vila Verde

-ESCUTEIROS: Núcleo de Vila Verde espera juntar 500 elementos no sábado

-GNR deteve 433 pessoas em flagrante delito durante a semana

-INCÊNDIOS: Quatro queimas obrigam à acção dos Bombeiros

-BRAGA: Ricardo Rio diz que providência cautelar contra ‘Continente’ na rua 25 de Abril já não faz sentido

-ARTESANATO: Camila Silva expõe em Paris com apoio da Adere-Certifica

-BRAGA: Câmara abre consulta pública para classificação de 46 ‘Lojas com História’

-Segunda Caminhada Solidária em Atiães a 11 de Março

-POLÍTICA: Jovens vilaverdenses participaram no Congresso Nacional do PSD

-VADE: Festa do Vinho regressa nos dias 3 e 4 de Março

-Biblioteca Pública de Braga evoca António José Saraiva

-INCÊNDIOS: Câmaras decidem que tipo de floresta querem no concelho

-PSP destrói mais de 3 mil armas

-“1º Fórum nacional sobre Stalking” no dia 28 de Fevereiro na Aula Magna da Universidade Católica de Braga

-ECONOMIA: Quatro empresas sediadas em Vila Verde com o estatuto PME Excelência

-MÊS DO ROMANCE: Teciborda apresentou nova linha de “Caixas e Tabuleiros”

-LOUREIRA: Mais de 300 mil euros para aumentar cobertura de saneamento

-MÊS DO ROMANCE: Artecouro aposta em nova linha de calçado e acessórios de moda

-BRAGA: Bombeiros Voluntários recebem equipamentos de protecção este sábado

-IX Jornadas Minhotas de Dermatologia nos dias 23 e 24 de Fevereiro na UMinho

-VILA VERDE: Rotary homenageia Bento Morais esta sexta-feira

-Centro Qualifica da EPATV e Bogalha certificam colaboradoras

-VILA VERDE: Julgamento de cartas de condução tem sentença marcada para sexta-feira

-Remessas de emigrantes atingem valor mais alto de sempre

-Ryanair anuncia 8 novos destinos a partir do Porto para 2019

-BRAGA: Museu D. Diogo de Sousa ganha colecção de arqueologia «única no mundo»

-Escola de Ciências da UMinho comemora esta quarta-feira 43 anos com especialista na Antártida

-Tribunal de Vila Verde liberta irmãos suspeitos de assédio sexual

-PEB morreu, viva o Forum Braga!

-Empresa LusoRecursos, de Braga, não desiste de explorar lítio em Montalegre e ouro em Marrancos-Vila Verde









Jornal O Vilaverdense