Software de spin-off da UMinho gere acervo de Siza Vieira

Alguns dos mais importantes projetos do arquiteto Álvaro Siza Vieira estão agora disponíveis online para o público graças a um software desenvolvido pela Keep Solutions, uma empresa saída (spin-off) da Universidade do Minho.

A Reitoria adianta que “este arquivo digital, doado pelo próprio à Fundação de Serralves, inclui desenhos, maquetes, esboços, fotos e materiais digitais de 40 projetos de relevo a nível nacional, que podem ser consultados gratuitamente emhttp://arquivos.serralves.pt”.

A gestão destes conteúdos foi feita através do software Archeevo, que "permite o tratamento arquivístico, desde a descrição da documentação e integração das respetivas representações digitas até à disponibilização para consulta". Entre os projetos já disponíveis estão a Casa de Chá da Boa Nova (Matosinhos, 1963), as Piscinas de Leça da Palmeira (Matosinhos, 1966), a Casa António Carlos Siza (Santo Tirso, 1978), o edifício do Banco Borges & Irmão (Vila do Conde, 1986) e o Museu de Arte Contemporânea de Serralves (Porto, 1999), entre outros.

Álvaro Siza Vieira, vencedor do Prémio Pritzker 1992 e do Leão de Ouro da Bienal de Veneza 2012, doou há quatro anos o seu extenso arquivo à Fundação de Serralves, Calouste Gulbenkian e ao Centro Canadiano de Arquitetura (CCA), sob o compromisso de estabelecerem uma metodologia conjunta de tratamento arquivístico que permita o acesso coletivo à obra. Os conteúdos começaram a ser disponibilizados este mês nos sites das respetivas entidades.

Em Portugal ficaram os projetos nacionais concebidos pelo arquiteto de 1958 a 2006. Os projetos com repercussão internacional ficaram sob a alçada do CCA. O arquivo completo, partilhado pelas três instituições, conta para já com cerca de 60.000 desenhos, 500 maquetes e 282 cadernos de esquissos, entre outros materiais. Ao longo dos próximos anos serão disponibilizados novos conteúdos para pesquisa. A gestão dos espólios da Fundação Calouste Gulbenkian e do CCA foi assegurada por outros softwares de gestão de arquivo.

PRESERVAR A HISTÓRIA

Dedicada ao desenvolvimento de soluções avançadas para a área da gestão de informação e da preservação digital, a Keep Solutions assinala o seu décimo aniversário no próximo mês de maio.

Tem vindo a trabalhar com instituições como a Presidência da República, o Arquivo Nacional da Torre do Tombo, o Exército e a Marinha, vários ministérios e universidades, dezenas de municípios e outras entidades.

Participou também em projetos como o Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal, que alberga quase 1,5 milhões de documentos de instituições de ensino, o Portal Português de Arquivos com mais de 4 milhões de registos de arquivos nacionais, bem como os projetos europeus SCAPE, 4C e E-ARK, que incluem parceiros como as Bibliotecas Nacionais da Holanda, Áustria e Dinamarca, a British Library e a Microsoft Research.


---
Luís Moreira (CP 8078)
ovilaverdense@gmail.com

    Jornal o VilaVerdense
13 de Fevereiro de 2018 / 08:56

Partilhar no Facebook  Partilhar no Facebook


Outras notícias

-Tribunal de Braga adiou "sentença" sobre corrupção nas cartas de condução em Vila Verde

-ESCUTEIROS: Núcleo de Vila Verde espera juntar 500 elementos no sábado

-GNR deteve 433 pessoas em flagrante delito durante a semana

-INCÊNDIOS: Quatro queimas obrigam à acção dos Bombeiros

-BRAGA: Ricardo Rio diz que providência cautelar contra ‘Continente’ na rua 25 de Abril já não faz sentido

-ARTESANATO: Camila Silva expõe em Paris com apoio da Adere-Certifica

-BRAGA: Câmara abre consulta pública para classificação de 46 ‘Lojas com História’

-Segunda Caminhada Solidária em Atiães a 11 de Março

-POLÍTICA: Jovens vilaverdenses participaram no Congresso Nacional do PSD

-VADE: Festa do Vinho regressa nos dias 3 e 4 de Março

-Biblioteca Pública de Braga evoca António José Saraiva

-INCÊNDIOS: Câmaras decidem que tipo de floresta querem no concelho

-PSP destrói mais de 3 mil armas

-“1º Fórum nacional sobre Stalking” no dia 28 de Fevereiro na Aula Magna da Universidade Católica de Braga

-ECONOMIA: Quatro empresas sediadas em Vila Verde com o estatuto PME Excelência

-MÊS DO ROMANCE: Teciborda apresentou nova linha de “Caixas e Tabuleiros”

-LOUREIRA: Mais de 300 mil euros para aumentar cobertura de saneamento

-MÊS DO ROMANCE: Artecouro aposta em nova linha de calçado e acessórios de moda

-BRAGA: Bombeiros Voluntários recebem equipamentos de protecção este sábado

-IX Jornadas Minhotas de Dermatologia nos dias 23 e 24 de Fevereiro na UMinho

-VILA VERDE: Rotary homenageia Bento Morais esta sexta-feira

-Centro Qualifica da EPATV e Bogalha certificam colaboradoras

-VILA VERDE: Julgamento de cartas de condução tem sentença marcada para sexta-feira

-Remessas de emigrantes atingem valor mais alto de sempre

-Ryanair anuncia 8 novos destinos a partir do Porto para 2019

-BRAGA: Museu D. Diogo de Sousa ganha colecção de arqueologia «única no mundo»

-Escola de Ciências da UMinho comemora esta quarta-feira 43 anos com especialista na Antártida

-Tribunal de Vila Verde liberta irmãos suspeitos de assédio sexual

-PEB morreu, viva o Forum Braga!

-Empresa LusoRecursos, de Braga, não desiste de explorar lítio em Montalegre e ouro em Marrancos-Vila Verde









Jornal O Vilaverdense